domingo, 10 de maio de 2015

Dia 10 - Amsterdam - Nice



Nosso voo para Nice partiria às 8:10. Teríamos que sair bem cedo para o aeroporto. As opções para às 5:00 da manhã, eram poucas. Optamos por ir até a Museumplein e pegar um ônibus até a estação Central e depois o trem para o aeroporto Schiphol. 

Acordamos às 4:00 para a arrumação final e às 5 em ponto estávamos a caminho da parada do ônibus. Como não estávamos certos dos horários do ônibus na madrugada, dei sinal para um táxi com intuito de chegarmos mais cedo à estação central. Ele indicou que não estava disponível, mas logo em seguida veio outro em nossa direção - o primeiro deve ter sinalizado por rádio. 

Perguntei quanto sairia para ele nos levar direto para o aeroporto, sem taxímetro. Ele propôs € 35.00, aceitamos na hora. Muito mais prático e confortável. 

Acabamos chegando bem cedo no aeroporto, com tempo de sobra, tomamos o café da manhã tranquilamente.

A mala de Belle, que também leva as coisas de Luiza, está grande. Fora do nosso padrão habitual de malas de bordo. A EasyJet cobrou uma taxa de € 35.00 para despachá-la. 

O voo de pouco mais de duas horas, foi tranquilo. Luiza sempre bem comportada, mesmo em um voo diurno. 

A aproximação do aeroporto Nice Côte d'Azur já nos encheu os olhos, com a magnifica vista do mediterrâneo e as praias de Antibes e Nice. O aeroporto fica bem na orla, ao estilo do Santos Dumont no Rio, colado no famoso Promenade des Anglais.

Fomos direto para a área de locadoras de veículos. Não havíamos feito a reserva antecipada. A primeira tentativa na Europe Car, foi por água abaixo, só restavam carros caros. Na Avis Budget, conseguimos um Corsa - modelo europeu, não vendido no Brasil - pela cotação que havíamos pesquisado anteriormente. Um hatch completo, com motor 1.4, cadeirinha de criança e tanque cheio por € 420,00, para 6 dias e franquia de 1700 km. O GPS eu levei, emprestado pelo Vivas.

Quando saímos do aeroporto, era pouco depois das 11:00 e o nosso apartamento somente estaria disponível às 14:00. Seguimos pelo Promenade, sunday driving. Ao final, veio o "e agora o que fazemos?!", seguido pelo coro geral "vamos a Mônaco". 

Traçamos no GPS para o Monte Carlo Casino, seguimos pela rodovia A8 e 20 km depois estávamos circulando pelas ruas do Principado. O corsinha não  foi intimidado pelo ronco da série de Ferraris, Porsches e Lamborguinis :D

Passamos pelo Casino e seguimos pelo circuito da F1. Não há como não se deslumbrar, ao passar pela largada do GP :)

Achamos um estacionamento e fomos almoçar no Marché de la Condamine onde estava acontecendo uma feira livre. Havia vários restaurantes em volta. Estavam todos ligados nas TVs, estava acontecendo naquele exato momento, o batizado das gêmeas herdeiras do Principado, Jacques e Gabriella. 

Depois do almoço, rodamos um pouco mais pelo Principado e seguimos para Nice. Fomos direto para o apartamento, com o GPS foi tranquilo, chegamos sem problemas. Mas diferentemente do combinado, não havia ninguém nos esperando. Como em Amsterdam, o endereço era impreciso, número 144 - mas havia número 144 A, B, C e D. Quatro entradas do mesmo condomínio, com duas torres, dezenas de apartamentos e nenhum funcionário, nem portaria, tudo automatizado. 

Fomos procurar Internet para entrar em contato com a locatária. Como era domingo, muita coisa estava fechada. Colocamos "shopping" no GPS, que nos levou para o que seria o African Shopping. Não achamos nada de shopping no local, mas pelo menos tinha uma lojinha de celulares, com um cybercafé aberto na esquina. Contato feito, ela despachou o filho para o local - "vai estar de boné vermelho".

Ao retornarmos, ele já nos esperava na frente do condomínio. Entrou no carro para nos levar até a garagem. Como já disse, impressionante a automatização do condomínio, a chave tinha uma tag eletrônica que ia abrindo acesso - garagem, portas, elevador e por aí vai. A mãe dele nos esperava na vaga de garagem. Uma família Russa, a mãe com um francês fraco e zero de inglês e o moleque com o inglês afiado. Resultou que a mãe falava em russo para o filho traduzir para o inglês. 

Nos mostraram toda a sistemática do prédio. Além da tag, era preciso digitar um código no elevador para nos levar ao andar do apartamento. O apartamento havia sido reformado recentemente - principalmente para corrigir algumas avaliações negativas no Airbnb. Ficamos contentes com o resultado.

Fomos ao Carrefour bem em frente ao condomínio para as compras e nem saímos mais. Hoje foi um dia bem light de trânsito. Amanhã passeio em Cannes.

Prontos para zarpar no Schiphol


 Muito bom, o Corsa europeu. Uma pena não estar a venda no Brasil


Lulu acomodada na cadeirinha :)


Negresco 


Famoso hotel de Nice


Promenade



A caminho de Mônaco









Marché de la Condamine





Um comentário:

Elza disse...

Nem pra ser convidado para o banquete de Jack e Gabi!