sábado, 9 de maio de 2015

Dia 9 - Amsterdam - Keukenhof - Amsterdam

Até a véspera não sabíamos se realmente iríamos para o Keukenhof, o famoso jardim das tulipas e o maior jardim de flores do mundo. Nosso medo era "perder" um dia todo da viagem e não ver as tulipas, já que o parque abre somente 2 meses por anos e estávamos já no final da temporada, pois em 2015 as atividades encerrariam em 17/05. A gente tinha medo de passar pela mesma frustração que Vivas passou em 2013, quando foi no início da temporada e não viu tulipa nenhuma (sobre este fato clique aqui).

Mas meu irmão teve uma ideia brilhante na noite do dia anterior, 08/05. Ele pesquisou no TripAdvisor se tinha alguma avaliação recente e não deu outra. Havia avaliações do dia 07/05, ou seja, dois dias antes da nossa ida, falando muito bem do jardim. Foi aí que decidimos ir.

Meu irmão pesquisou como seria a ida e vimos que bastava ir até o aeroporto em de lá, comprar um ticket combinado do ônibus + entrada do Keukenhof. Pegamos um ônibus na Museumplein para o Aeroporto que custou 5 euros. A viagem durou uns 20 minutos e descemos na parada do shopping do aeroporto, onde pegaríamos o ônibus.

O ticket combinado custou 23,50 euros por pessoa e era vendido bem ao lado do ponto de saída do ônibus. Tudo muito simples. Assim que chegamos tinha um ônibus saindo, mas se não conseguíssemos pegá-lo, não haveria problema pois havia diversos outros.

A viagem foi rápida, durou cerca de 30 minutos. Chegamos e logo fomos explorar o jardim. A partir daqui, vou postar logo as fotos, porque eu não saberia descrever a beleza e o colorido do jardim. Aí vão:







































Depois de sair do Keukenhof, pegamos o ônibus de volta. Não demorou nadinha, porque era chegando e saindo ônibus o tempo inteiro. Voltamos para o Aeroporto e lá pegamos o mesmo ônibus que nos levou até a Museumplein. Como era final de tarde e nosso último dia completo em Amsterdam, decidimos fazer um passeio rápido de barco pelos canais. Optamos por um barco coberto, pois estava um pouco chuvoso, e um cruzeiro de somente uma hora, já que meu irmão e Fabíola precisavam terminar de arrumar as coisas para irem embora. No caminho para o local de onde partiria o barco, fui levemente atropelada por uma bicicleta. A gente estava andando, e quando me dei conta estava numa ciclovia, procurei sair da ciclovia, mas não vi onde era o local para pedestre, acho que nem tinha :P Aí pronto, olhei pra trás, gritei que vinha uma bike, salvei a vida de todos mas fui atropeladinha. Mas foi de leve e nem deu pra ficar com o joelho roxo :)

O passeio de barco foi interessante. Tinha um áudio guia disponível em diversas línguas, inclusive português. Saímos das imediações da Museumplein e fomos até perto do Nemo, um museu de ciência e tecnologia.

Ao fim do passeio, passamos no supermercado (já mencionei que A-M-O supermercados quando viajo?) para comprar o jantar e uns lanches e voltamos para o apê.

Aí vão umas fotos do passeio de barco:















A parte mais dura da viagem foi a despedida do meu irmão e de Fabíola. O ônibus sairia às 23h para Paris, pois o vôo deles era no dia seguinte às 10h. Passamos 10 dias juntos numa viagem que, por mais que idealizássemos, não imaginaríamos que seria tão fantástica. Eles dois foram companheiros de viagem perfeitos. Sempre dispostos, atentos, animados, divertidos, tipos de pessoas que topam qualquer parada e que souberam dar valor a cada momento. Com certeza a viagem não seria a mesma sem eles. Mal posso esperar para nos aventurarmos juntos de novo. Como se não bastasse a saudade que eu já estava sentindo, senti muito por Luiza que se apegou demais a Tia Fafá e Titio. A chamada de amanhã feita por Lulu não seria a mesma diante da ausência deles. Mas enfim, que bom que vivemos essa experiência juntos e que, certamente, será a primeira de muitas.

Mas a viagem não parou por aí. Eu, meu pai, Fred e Lulu seguimos no dia seguinte para o sul da França. E lá fomos nós rumo à Riviera Francesa, um sonho antigo meu...

3 comentários:

Maurício Vivas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maurício Vivas disse...

Clique pra ver minha reação ao ser citado

Elza disse...

Que cenário espetacular! e o olhar de Luiza é de contemplação para as tulipas. Vocês são privilegiados, estão entre os 800 mil turistas que visitam o parque das tulipas,O KeuKenhof, por ano.Parabéns